terça-feira, 28 de maio de 2013

Eu ando lento se preciso for

Tenho vergonha das minhas vontades,
Por isso, e não talvez por isso,
Eu não olhe para trás, apenas para os lados,
De forma que eu possa me cuidar.

Minhas vontades são as verdades que não vão transparecer.
Por isso, e não talvez por isso, olho para baixo e para cima,
Só assim posso me proteger.
Não me espere.

Não espere que eu olhe para trás,
Eu não olho para trás.
Por isso, e não talvez por isso,
Meu olhar é para frente, para os lados, 
Para baixo e para cima.
Para não sofrer.

Só não esqueça de um pequeno detalhe:
Eu possuo uma excelente visão periférica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário