quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Buraco negro

Implodimos nossa estrela, que estava dentro dos nossos peitos.
Nos tornamos um buraco negro. Não engolimos energia, engolimos nossa dor.
As estrelas distantes torcem por nós, os girassóis não olham mais para o sol, nosso brilho é maior. Acorde de manhã e veja que eles estarão olhando na nossa direção. Eles nos perseguem, nos invejam.
Somos um buraco negro, nós estamos engolindo nossa dor.
Todos torcem por nós.
Vamos viver nossa energia.
Somos um buraco negro de energia.
Engolimos nossa dor.
Vamos voltar a ser uma estrela, uma constelação.
Só assim, faremos milhões de buracos negros.
Seja enquanto puder o meu buraco negro. Vamos implodir nossa dor.





ps: Para (L)

Nenhum comentário:

Postar um comentário