quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

adj. e s.m.

Intruso: que ou quem se introduz em alguma parte sem ter qualidade para tanto.
Metido, intrometido.
Pop. Penetra.

As faixas de pedestres são linhas paralelas que servem de tráfego para pessoas que vão em direção perpendicular as mesmas. Entretanto, a relação entre faixa e pedestre não é tão amistosa quanto podem pensar os ingênuos. Um dia um um pedestre ouve a faixa resmungar:
 - Intruso, como ousa me atravessar? Como ousa passar sobre mim? Como ousa interferir na minha perfeição? Ah intruso, como pode você me desrespeitar dessa forma? Minha constituição não foi feita para você pisar. Você me usa como proteção, mas não devo proteger você.
E o pedestre respondeu:

- O que você tanto resmunga faixa? Você reclama que te uso, mas o que seria de você sem minha existência? Que serventia você teria? Para que teria te criado? Você foi feita para me servir e me agradeça.
A faixa revoltada respondeu de sobressalto:

- Ah! Que ousadia a sua, existem bilhões de seres vivos na Terra e você acha que só dependo de você? Pois o que seria de vocês seres humanos sem o meu raciocínio de organização? Vários de vocês morreriam atropelados. Vocês são intrusos, pragas, que adentram um espaço limpo e o sujam. Vocês são seres arrogantes e egocêntricos. Lamento que minhas belas listras brancas sejam trafegadas por vocês que manipulam e matam por prazer. E vocês ainda se dizem melhores! Vocês dão nome a tudo na intenção de superar seu próprio raciocínio e sua própria capacidade. Vocês realmente se acham superiores por isso? 
O pedestre que contestou a faixa foi embora resmungando e xingando, deixando a faixa para trás.E ao chegar em outra avenida, tomado pela preguiça de atravessar na faixa distante, arriscou-se na travessia muda e, de um súbito foi atropelado. Morreu deixando a vida para trás, da mesma forma que fez com a inquiridora faixa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário